sábado, novembro 21, 2009, posted by # 7 at 23:24
Pois é. Este artista é complicado de domar.

Realmente, tenho que dar a mão à palmatória e concordar que os meninos são bem diferentes das meninas (e não é só por terem uma pilinha).
Quando me diziam tal coisa, no tempo em que ainda não havia Gabriel, eu dizia sempre que isso era parvoíce. Os comportamentos dos filhos dependem da educação que se lhes dá.

Senão vejamos, a Beatriz, desde muito pequena, sempre foi muito certinha, no que se refere a fazer o que lhe dizíamos. Quando lhe apontei uma tomada de electricidade e lhe disse que não podia ali mexer, que fazia dói-dói, ela nem mais se interessou ou quis olhar para tal coisa. Com a lareira, a mesma situação. Objectos pequenos os facilmente quebráveis, era só dizermos para não mexer e ela logo perdia o interesse neles.

Até que um dia, chegou o Gabriel. Caixotes do lixo, tomadas, tudo o que seja susceptível de atirar ao chão ou ser quebrado, tal como espelhos, tudo é curioso, tudo terá que ser explorado.

Dizer que não? Que é mau? Que faz dói-dói? Que interessa isso? O jovem quer mexer, tem que mexer. E de preferência atirar violentamente ao chão, para testar a sua resistência ao choque.

É incrível, mas este rapazinho tem uma aptidão natural para a destruição. E ainda não anda. Quando tal situação ocorrer, certamente que terei que remodelar a disposição de certos objectos cá em casa.

Não sei se todos os meninos serão assim, mas oiço dizer que sim.
Uma coisa é certa, este rapazinho está a revelar-se um pequeno terrorista.

Pelo menos parece ter o mesmo gosto pela música que o pai. Pode ser que parta umas guitarras, Kurt Cobain style.
 
2 Comments:


At 22 de novembro de 2009 às 20:53, Blogger Raquel

Olá Emanuel, espero que não te importes com a invasão, mas como deixas sempre este blog nos e-mails, tive curiosidade e vim ver :x

E deparei-me logo com este bebe tão fofinhooooo *.*
Pode ser terrorista, aliás, todos são. Mas não penses que são só os meninos, ai não penses não.
Eu tenho agora uma irmã de 1 ano e também ela não pára quieta. E o mais engraçado, é que eles sabem que tão a fazer porcaria, porque se riem que nem marotos. -.-

Fica Bem Emanuel,

colega Raquel

 

At 25 de novembro de 2009 às 11:55, Blogger Mª Fernanda

Oxalá a minha Mara se tornar tão dócil como a tua Beatriz... mas tenho a nítida sensação que vai ser mais parecida com o teu terrorista!!! :-S
A foto está fantástica... temos artista como o papá?! ;-D

 


Emanuel Simoes

Criar seu atalho